Apresentação
.
Educação respiratória
Estimulação essencial
Fisioterapia
Fonoaudiologia
Massoterapias
Psicologia
Psicomotricidade
Psicopedagogia
Reabilitação Vestibular
TDA e TDA/H
Terapia familiar
Visão subnormal
Vitalidade
.
Nossos cursos
.
Nossa equipe
.
Artigos
.

Livros

.
Contato
 
     
         
 

 
         
   
     
 
Beatriz Saboya foi a pioneira no Brasil na metodologia de tratamento de bebês de risco em sistema de follow-up. Em 1984 divulgou na Europa, no VI Congrés International de Psychomotricité, o método e os resultados obtidos com crianças portadoras de sintomatologia negativa. ( ver nos artigos )

O Comitê de Follow-up da SOPERJ (Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro) sugere o acompanhamento dos recém-nascidos com as seguintes condições de risco:

1. Asfixia Perinatal;
2. Apgar < ou = 4 no 5º minuto de vida;
3. Clínica ou alteração laboratorial compatível com síndrome hipóxica-isquêmica;
4. Parada cardio-respiratória documentada, com necessidade de reanimação e mediação;
5. Apnéias repetidas;
6. Prematuro: com Peso de Nascimento ou < 1.500grs ou com Idade Gestacional < ou = 33 semanas
7. Problemas Neurológicos;
8. Clínica neurológica: alterações tônicas, irritabilidade, choro persistente, abalos;
9. Convulsão, equivalentes convulsivos ou uso de drogas anticonvulsivantes;
10. Hemorragia intracerebral (documentada por USTF);
11. Meningite neonatal;
12. Pequeno para idade gestacional (abaixo de 2 DP);
13. Hiperbilirrubinemia (com níveis para exsanguineotransfusão);
14. Policitemia Sintomática;
15. Hipoglicemia Sintomática;
16. Uso de Ventilação Mecânica ou O2 com concentrações > 40%;
17. Infecções Congênitas;
18. Malformações Congênitas e Síndromes Genéticas.
     
 
     
 
Rio de Janeiro - RJ - (0xx21) 2287-2300
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por MKTan